1 ano e 10 meses sem minha Filha...


E chegou o dia 17... Mas todos os dias é o dia 17... Porque viver sem você, dói demais...

Ausência

...No entanto a tua presença é qualquer coisa como a luz e a vida
E eu sinto que em meu gesto existe o teu gesto e em minha voz a tua voz.
Quero só que surjas em mim como a fé nos desesperados
Para que eu possa levar uma gota de orvalho nesta terra amaldiçoada
Que ficou sobre a minha carne como nódoa do passado.
Eu deixarei... tu irás e encostarás a tua face em outra face.

Porque meus dedos enlaçaram os dedos da névoa suspensos no espaço.
E eu trouxe até mim a misteriosa essência do teu abandono desordenado.
Eu ficarei só como os veleiros nos pontos silenciosos.

...E todas as lamentações do mar, do vento, do céu, das aves, das estrelas.
Serão a tua voz presente, a tua voz ausente, a tua voz serenizada.
Vinícius de Moraes


     

O Cruzar de Pernas de uma princesa...







O Cruzar de Pernas de uma Rainha!!!







Filha, pra sempre vou te amar!!!!!

Tua eterna mãeMinha eterna Filha...

4 Response to "1 ano e 10 meses sem minha Filha..."

  1. Muito lindo mesmo querida! ara mim o pior dia é o 15. Mas hoje meu amado filho Iel faria 30 aninhos. Suas palavras me acalentam. Obrigada por compartilhar. beijos Eveline, sua amiga de dor e amor

    Este comentário foi removido pelo autor.

    Lindo poema amiga , mais uma vez meu coração foi tocado pelas suas palavras pois vc sempre sabe o q dizer na hr certa "E eu sinto que em meu gesto existe o teu gesto e em minha voz a tua voz"... essa frase resume td o q penso em relação a vcs. Imaginar Tauane é lembrar de vc como se fossem uma só pessoa , vejo ela assim linda , generosa, nobre , educada , gentil e com um brilho interior q até hj eu só consigo ver em unica pessoa: vc. Essa luz vem de Tauane , e faz c que eu e todas as pessoas te admirem ainda mais. Bjos minha querida vou pedir sempre a Deus para continuar te dando forças tds os dias q vc passa sem sua filhinha porque agora eu sei o quanto dói viver longe de quem a gente ama. Deus te abençoe sempre...

    Liane says:

    Olá Débora, minha amiga. Lindo e ao mesmo tempo amargo verso de Vinícius de Moraes que soube tão bem expressar a dor que essa falta nos faz. Só nos restaram as lembranças e as lamentações, mas espero de todo o meu coração que consigamos ser firmes o suficiente para aguentarmos essa nossa cruz e sejamos merecedoras do reencontro com nossas amadas meninas. Beijos em seu coração amiga.

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme